icones musicais PNG.png

Ô bate palma, começou Sarau das Pretas

Ô dá licença, mulher preta, vai falar!

A mulher preta traz na voz a multidão

A mulher preta é resistência e tradição

Fez no terreiro seu quilombo, seu congá

 

Ô dá licença, mulher preta vai falar!

icones musicais PNG.png

Quem já se aquilombou no Sarau das Pretas, conhece esse chamado! É um jongo entoado pelo toque do tambor, por vozes pretas e periféricas que se fortalecem no fazer coletivo.

Tambor que circula a energia, que agrega quem quer se aproximar, e saúda as nossas ancestrais. Mulheres guerreiras, anônimas, silenciadas, mas por nós, reverenciadas. Nossos passos vêm de longe, e sabemos que, sem a resistência dessas mulheres, não estaríamos aqui, escrevendo nossas narrativas e construindo espaços seguros para que possamos falar, nos expressar e resistir através da nossa arte.

Somos um sarau artístico-literário protagonizado por Débora Garcia, Elizandra Souza, Jô Freitas e Taisson Ziggy, artistas com atuação marcante no cenário cultural periférico da cidade de São Paulo. Nosso encontro data de 2016 e foi idealizado por Débora Garcia.

Nosso sarau é performático e reúne múltiplas linguagens artísticas. No sarau, que é o nosso palco sagrado, atuamos, declamamos, cantamos e movimentamos nossos corpos, como sinônimo da liberdade que almejamos.

No nosso xirê poético, abordamos reflexões sobre literatura, cultura e ancestralidade preta. Abordamos temas como feminino, feminismo e questões de gênero, propondo o debate a partir da perspectiva étnico-racial.

Nós, que nascemos como um coletivo feminino, transicionamos, e temos um homem trans entre nós, que foi acolhido e fortalecido em seus processos.

Seguimos protagonizando as pautas das mulheres pretas, sempre abertas a acolher a diversidade. Todas, todos e todes podem se aquilombar no Sarau das Pretas.

 

Caminhos trilhados através da arte da palavra

Nossa trajetória é intensa, próspera e desafiadora.

Nascemos, crescemos e nos desenvolvemos nas periferias, na cena cultural independente de saraus, slams, coletivos e projetos culturais ligados ao livro e à literatura na cidade de São Paulo.

Criar e fortalecer a nossa identidade, em um universo cultural tão plural, é um desafio constante, mas com muito afinco e dedicação, criamos a nossa identidade artística e de atuação junto aos movimentos culturais e sociais.

O resultado desse processo, ainda em construção, se reflete no número expressivo de apresentações em espaços diversificados, bem como, na construção de um público fiel e afetuoso.

Realizamos apresentações nas periferias, em espaços públicos de arte, cultura, educação e assistência social. Espaços nos quais sabemos que nossa atuação é de fundamental importância.

Por não sermos um sarau territorial e entendermos que nós, mulheres pretas, podemos e devemos ocupar todos os espaços, trazemos em nosso currículo, apresentações nos mais importantes espaços culturais da cidade de São Paulo, tais como: Theatro Municipal, Museu de Arte de São Paulo, Vão livre do MASP, Instituto Moreira Salles, Itaú Cultural, Biblioteca Mário de Andrade, Centro Cultural da Juventude, e, em diversas unidades do Sesc na capital paulistana e interior.

Nossa arte também nos levou a cruzar fronteiras, assim em 2019, tivemos a oportunidade conhecer o continente africano. Atuamos no Festival Poetas D’alma, na cidade de Maputo, Moçambique, sendo essa uma das experiências mais significativas da nossa trajetória.

 

O jeito Sarau das Pretas de ser...

Djembe, berimbau, percussões diversas. Jongo, samba, música. Poesia declamada e encenada. Palavras que ganham força e potência ao serem lançadas ao mundo por pessoas historicamente marginalizadas. Cuidado com a estética e um fino trato na apresentação. Elementos de espetáculo em uma estrutura de sarau. Esse é o jeito Sarau das Pretas de ser. Uma forma genuína de ser e fazer sarau.

Além das apresentações, também ministramos oficinas sobre as pautas e linguagens que norteiam o nosso fazer artístico.

 

Isso é um pouco do muito que somos! Quer saber mais? Siga navegando!

Tudo aqui foi feito com muito carinho. Esperamos poder te encontrar pessoalmente.

 

Acompanhe as nossas agendas aqui disponíveis em nossas redes socais.

Asè

 
Produção - Débora Garcia
+55 (11) 98598-4495
semearprodutora@gmail.com